Unidade Popular oficializa candidatura de Pedro Laurentino à Prefeitura de Teresina

12/09/2020

O partido Unidade Popular (UP) oficializou nesta sexta-feira (11) a candidatura de Pedro Laurentino à Prefeitura de Teresina. Essa é a primeira vez que Pedro disputa uma vaga para a chefia do executivo da capital. A candidata a vice na chapa é Éllica Ramona (UP).

A candidatura de Pedro Laurentino conta com a coligação do Partido Comunista Brasileiro (PCB). A coligação foi nomeada com "Pelo Poder Popular".

O UP anunciou a candidatura de 4 vereadores pelo partido. A convenção partidária foi feita por videoconferência. Apenas filiados puderam se conectar.

"Nossa chamada é pelo direito à cidade. Consideramos que o povo de Teresina não tem direito à cidade, a grande maioria. Um terço da população recebe R$ 15 por dia, não têm dinheiro para pagar sequer a passagem de ônibus. Há um contingente enorme de jovens que não trabalham nem estudam, milhares de pessoas sem teto e milhares de casas vazias. O orçamento popular não é popular, é 99,5% decidido pelo prefeito. E também estamos no combate ao fascismo, às forças retrógradas que querem rasgar a constituição e nos jogar de volta às trevas", disse Pedro Laurentino em entrevista ao G1.

Perfil

Nascido em Teresina, Pedro Laurentino Reis Pereira, de 63 anos, é funcionário público, sindicalista e escritor. Entrou na política pelo movimento estudantil, quando presidiu o Diretório Central dos Estudantes da Universidade Rural, no Pernambuco, em 1977. Ele é casado e pais de três filhos.

Foi eleito vereador de Recife (PE) em 1982 pelo PMDB, e em 2000, foi eleito vereador de Teresina pelo PDT. Em 2016, se filiou ao PSOL e se candidatou a vereador de Teresina, mas não foi eleito. A partir de 2005, atuou como sindicalista no Sindicato dos Trabalhadores do Judiciário Federal do Piauí, até hoje. Atualmente, ele está afastado do sindicato, para disputar a eleição.

Fonte: G1 Piauí