Professor nega existência de nuvens de tempestade no Piauí

16/02/2018

A notícia de que existia uma nuvem de 100 quilômetros de diâmetro cobrindo a região dos cerrados piauienses, especificamente na cidade de Uruçui, no sul do estado, causou um grande alvoroço na população piauiense na última quinta-feira (15).

A informação foi muito difundida nas redes sociais e trazia imagens de nuvens bastante carregadas, das quais apenas uma foi realmente registrada no estado do Piauí. De acordo com o professor de Climatologia, Werton Costa, as imagens foram registradas em outros estados brasileiros.

"Foi propagado nas redes sociais várias imagens de nuvens e a maioria dessas nuvens foram registradas no Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Minas Gerais e todas elas são nuvens inofensivas. São nuvens prateleiras, aquele aspecto visual azulado na verdade é de uma nuvem que anuncia uma tempestade, mas, elas não ocorreram no Piauí", afirmou. 

Ainda de acordo com Werton Costa, as chuvas que ocorreram no Piauí no período em que o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais emitiu um alerta para o estado foram totalmente dentro da normalidade para os padrões do período chuvoso do Piauí.

"Algumas fotografias tiradas de nuvens menores em Campo Maior e em Uruçui representam instabilidades que ocorreram no passado ou mesmo no dia da emissão do alerta, mas, foram chuvas perfeitamente normais para o período de verão", destacou. 

Fonte: Meio Norte

Professor Werton Costa (Crédito: Meio Norte)
Professor Werton Costa (Crédito: Meio Norte)