Governo anuncia fechamento das Farmácias Populares

13/06/2017

O Presidente da República, Michel Temer (PMDB), através do Ministério da Saúde, anunciou o fechamento das Farmácias Populares em todo o Brasil. São quase 400 unidades espalhadas pelo país, fornecendo ou barateando medicamentos para população brasileira.

As referidas farmácias, que fornecem medicamento para vários tipos de doenças como hipertensão, diabetes, asma etc., foram consideradas um gasto desnecessário pelo o atual governo. Ao todo, são 125 tipos de medicamentos ao alcance dos brasileiros. 

As farmácias conveniadas, que oferecem um desconto de até 90%, ainda prestarão o serviço, porém, só possuem à disposição 25 tipos de medicamentos, totalizando uma diferença de 100 medicamentos que podem ser fornecidos ao povo e não mais serão.

O atual governo trabalha em uma linha contrária aos anseios e direitos da sociedade, pois desde seu início, adota medidas que prejudicam o povo que mais necessita, como os trabalhadores, idosos e os de baixa renda. Ao invés de apresentar uma saída da suposta crise com medidas alternativas, como auditórias, cortes de gastos com regalias, maior controle do gasto público feito na administração pública, planejamento de projetos, combate a corrupção, corte no pagamento dos juros etc., preferem, de forma abrupta, tomar decisões que afetam diretamente o povo.

Essa, dentre várias outras, é mais uma perda da população brasileira, agora, na área da saúde.

Foto: Revista Fórum
Foto: Revista Fórum