Deputados decidem pelo não prosseguimento da denúncia contra Temer

02/08/2017

O povo brasileiro assistiu em rede nacional, em horário nobre, mais uma incoerência da Câmara dos Deputados. Os deputados, em sua maioria, decidiram votarem "SIM" para aprovar o parecer da CCJ pelo não prosseguimento da denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB).

Mesmo diante de tantas provas apresentadas pelo Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, com vídeos (braço direito do presidente recebendo mala de dinheiro com R$ 500.000,00 mil reais), áudios (diálogo entre Temer e Joesley Batista, mostrando clara obstrução de justiça) e documentos, os congressistas, em sua maioria, tamparam os olhos para os fatos e materialidade do crime de corrupção passiva, votando contra o prosseguimento da denúncia.

Muitos honraram os brasileiros (95% dos brasileiros eram a favor da denúncia) e votaram a favor do prosseguimento da denúncia. O placar foi de 263 a 227.

Nas vésperas da votação o Planalto liberou diversas emendas e acordos aos deputados em troca de votos, desviand-seo até mesmo de sua política de corte de gastos. Interessante perceber que Temer e sua equipe pregam o corte de gastos, reformas que retiram direitos entre outras medidas, porém, não mediu esforços para molhar a mão de alguns parlamentares em troca de apoio.