Crápula divulga vídeos íntimos de uma jovem sanjoanense e os vídeos viralizam nas redes sociais, revoltando dos sanjoanenses

23/08/2017

Foto ilustrativa
Foto ilustrativa

Diariamente, nesta era digital, mulheres são expostas de forma extrema na internet com divulgações, contra suas vontades, de cenas com teor sexual. Tal atitude é lamentável e repugnante. Aqui em São João do Piaui, um crápula gravou uma jovem menor de idade fazendo sexo e divulgou as imagens na internet, que rapidamente se espalhou nas redes sociais. Temos informações de que o autor dos fatos já foi identificado e o conselho tutelar, juntamente com a Polícia, já estão tomando as providências.

Em conversa com um membro do conselho tutelar da cidade, são dois vídeos dessa jovem que estão na internet. O crápula já foi identificado e as primeiras informações é que o mesmo trabalha em uma firma que está instalada na cidade e o conselho tutelar e a polícia estão tomando às providencias cabíveis.

Tal questão nos dá oportunidade para tratar de um outro assunto importante, a violência contra a mulher. A cada duas horas e meia, no Brasil, uma mulher sofre estupro coletivo. O estupro aumentou 124% em cinco anos, um dado chocante e alarmante. É um assunto para ser resolvido urgentemente, através de legislações mais específicas e severas, políticas públicas para conscientização e facilitação da denúncia, acompanhamento específico em cada caso, cumprimento rigoroso das medidas cabíveis e um dos principais, o fortalecimento e investimento na educação.

Muitas mulheres não se sentem à vontade e seguras para denunciarem. A maioria não denunciam e nem vão aos hospitais. Só 10% das vitimas denunciam, pois sentem medo de represálias e vergonha. Muitas vezes retiram às denúncias por medo, ameaças ou outros motivos, e assim, às denuncias são retiradas e arquivadas.

Lembra a do Rio de Janeiro? Uma mulher foi estuprada por mais de 30 homens. Isso é extremamente lamentável. Não se pode aceitar mais isso. A violência contra à mulher deve ser combatido.

Foto ilustrativa
Foto ilustrativa