Comprometimento com a educação - Piauí tem a menor taxa do país de abstenção do Enem com 25,3%

06/11/2017

O empenho do Piauí na evolução da educação está ficando cada vez mais nítido. Durante todo o ano de 2017 foram realizados aulas, revisaços e outras formas de transmissão de conhecimento em todo o Estado, tudo no intuito de preparar o aluno piauiense para o tão aguardado Enem. O primeiro resultado apareceu. Mostrando o comprometimento com a educação, o Estado do Piauí foi o Estado que teve a menor taxa de abstenção no primeiro dia de prova.

Dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) revelam que no Piauí 37.736 faltaram ao primeiro dia de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que foi aplicado neste domingo (05/11).

Esse total representa 25,3% do total de inscritos, o menor do país. Ainda em relação ao Piauí, 13% dos inscritos para o Enem não acessaram nem o cartão de informações com dados de onde a prova seria aplicada.

Em todo o país do total de 6.731.344 inscritos confirmados no dia da prova, 69,8% compareceram. Quinze por cento sequer acessou o Cartão de Confirmação de Inscrição para saber o local de prova. A abstenção de 30,2% no primeiro dia reforça a importância das novas regras de isenção e justificativas de ausência lançadas este ano.

O participante isento do pagamento da taxa de inscrição do Enem 2017 que não compareceu às provas e não justificar essa ausência do sistema de inscrição do Enem 2018, por meio de documento legal, perderá o direito a nova isenção. A exceção são os concluintes do Ensino Médio na rede pública, que são automaticamente isentos, conforme Portaria Ministerial nº 468, de 3 de abril de 2017; e do Edital nº 13, de 7 de abril de 2017.

No ano passado, o prejuízo aos cofres públicos com a ausência de participantes foi superior a R$ 226 milhões. Uma média de 50% dos participantes que solicitaram a isenção em 2016 não compareceu.

Informações: Portal AZ