Após conversa, PMDB garante que não terá “estresse” para formar chapa

01/12/2017

O clima de paz no PMDB voltou a reinar após os líderes do partido conversarem com o governador Wellington Dias sobre a formação da chapa 2018. A sigla ficou desconfiada de sua participação no bloco governista após o senador Ciro Nogueira defender pesquisa para escolher o vice de Wellington, e de uma reunião entre a cúpula do PT e Progressistas. Segundo o líder do PMDB na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), João Mádison, não haverá "estresse" de agora em diante.

"O governador já conversou com o deputado Marcelo e nós acreditamos na palavra dele. Não vai ter estresse. Não há possibilidade de o PMDB não fazer parte da chapa. Seria até brincadeira. Tudo vai ser resolvido. O governador é um homem sensato", afirmou.

Ainda de acordo com o deputado, o nome do presidente da Alepi, Themístocles Filho continua forte para ocupar a vaga de vice. "O Themistocles é pole position na arte de articular", brincou, rechaçando a possibilidade de pesquisa.

"Essa história de fazer pesquisa eu não sei, o Mão Santa ganhou uma eleição com 3 prefeitos. Precisamos estar unidos e o Ciro precisa do apoio do PMDB", disse.

Sobre a polêmica entre o PMDB e PSDB na Prefeitura de Teresina, Mádison disse que não comenta mais sobre o assunto e garante que Firmino não será candidato a governador. "O Firmino é um amigo e tenho certeza que ele não sairá candidato, agora a oposição terá um candidato forte", declarou.

Fonte: TV Cidade Verde